09 abril 2011

 
- Você está feliz?
- Por que?
- Curiosidade. Mas, responde, você está feliz?
- Estou feliz, claro que estou muito feliz. Por que não estaria?
- Você não é feliz. - Não era uma pergunta.
- Por que você está dizendo isso? Não sou uma das pessoas mais alegres que você conhece?
- Você sorri sempre. Sempre têm palavras doces para todos. Sempre tem uma canção na ponta da língua.
- Então, sou contente…
- Verdade. Ri de tudo. Mas, quando não acha que está sendo observada, fica pensativa.
- Eu penso demais. Isso não significa nada. Eu sou feliz e ponto. Que coisa. Tenho um buquê de sorrisos.
- É. Até pode ser. Mas, são seus olhos.
- O que tem eles?
- Seus olhos. Eles não brilham mais.