21 março 2011



Odeio gente fútil, que se importa mais com a quantidade de sapatos que tem, do que com quantas pessoas morrem de fome. Sim, eu gosto de sapatos, mas sinceramente, me preocupo mais com o ser humano.